Fita isolante Conheça outros 4 tipos de isolantes DISPONÍVEL

Você acha que toda fita isolante é igual? Pode ter certeza que não! leia atentamente este artigo e aprenda qual tipo de isolação deve ser usada em cada situação.

A primeira opção é a já conhecida fita isolante!

O primeiro detalhe importante que precisa saber é a tensão que a fita isolante suporta.
Na embalagem da fita você encontra essa informação. A mais comum de todas por exemplo, pode isolar até 750 volts.

imagem com vita isolante preta e cores variadas

Também existe uma diferença na espessura e no limite de temperatura.

A fita básica tem uma espessura de 0,13 mm, suportando uma temperatura de até 70 graus.

A fita intermediária tem uma espessura de 0,15 mm, suportando uma temperatura de até 80 graus.

E a fita profissional tem uma espessura de 0,18 mm, suportando uma temperatura de até 90 graus.

Memória elástica de uma fita isolante

A memória elástica de uma fita isolante é a capacidade que a fita tem para voltar ao seu formato original depois e ser esticada.

A resistência mecânica é justamente a resistência que a fita oferece ao ser esticada.

A fita básica tem uma resistência baixa, mas retorna normalmente ao formato original.

A fita intermediária tem uma resistência um pouco maior, e também retorna ao formatooriginal sem problemas.

A fita profissional tem uma resistência muito maior, e retorna rapidamente ao formato original.

Como fazer a aplicação de uma fita isolante

Agora que você já sabe como escolher a fita isolante correta, vou explicar como usá-la

imagem mostra como usar uma fita isolante da maneira correta

Você deve começar sempre com a fita isolante na diagonal, como mostra o exemplo acima, de tal forma que a fita comece um pouco antes do incio da emenda, ao enrolar você deve esticar a fita isolante e passar uma parte por cima da camada anterior, Isso é fundamental para garantir a boa isolação.

Ao chegar no final, você deve virar a fita e fazer outra camada, sempre esticando a fita, eu aconselho fazer 3 camadas, que ao meu ver garante a isolação adequada.

Fita isolante líquida

A segunda opção é a fita isolante líquida, e eu acho que nem todo mundo conhecem!

Com o intuito de isolar e impermeabilizar as conexões elétricas, a fita isolante liquida oferece uma isolação de até 6.500 volts, ela geralmente é usada em conexões ao ar livre, instalações subterrâneas ou em locais úmidos.

A sua aplicação é bem simples, basta usar o pincel da própria embalagem para passar o líquido isolante na emenda.

Observe bem se toda a emenda foi devidamente coberta, e agora é só aguardar a secagem que dura aproximadamente 24 horas.

Fita de auto fusão

A terceira opção é a fita de auto fusão que tem características específicas bem interessantes! Além de garantir uma ótima isolação, ela oferece proteção mecânica, proteção térmica e proteção contra umidade.

Outro fator importante é que dependendo do modelo e aplicação, a fita de auto fusão pode isolar até 69 mil volts.

Para aplicar a fita basta você retirar a película protetora, jamais faça a isolação sem retirar a película. Essa fita não tem cola, então como o próprio nome já diz, a sua fixação acontece com ela se fundindo.

Então, você deve esticar bem ao aplicar a fita, porque quando ela tentar voltar ao seu formato original ela vai se fundir, depois é só complementar com a fita isolante que é uma orientação do fabricante, Isso ajuda na proteção e isolação, principalmente quando a emenda vai ficar exposta ao sol.

Tubo termo retrátil

A quarta opção é o tubo termo retrátil que é muito comum em isolação no ambiente industrial, ele é muito usado justamente por garantir uma emenda sem riscos de fuga de corrente ou acidentes elétricos.

explicação de como fazer o uso do termo retrátil

Este componente pode ser chamado por vários nomes: tubo termo contrátil, termo retrátil, espaguete termo contrátil ou termo retrátil.

A primeira informação importante é que existe tubo termo retrátil adesivado e não adesivado. O termo contrátil adesivado geralmente é utilizado em ambientes externos como por exemplo:

cabeamento de piscina, cozinha industrial, antena de tv a cabo e ambientes sujeitos à poeira ou umidade!

Existem vários modelos no mercado, os mais simples são para tensão de até 1.000 volts mas existem outros modelos especiais para tensão entre

A sua aplicação é muito simples, com a emenda pronta é só posicionar o tubo em cima da emenda, este componente precisa ser aquecido, você pode usar um soprador térmico, secador de cabelo.

Quando exposto ao calor ele se contrai e fica totalmente moldado no cabo, deixando assim uma isolação perfeita no final do processo!

Conectores de derivação.

A quinta e última opção são os conectores de derivação, alguns conectores também têm a função de isolação como por exemplo: O conector de conexão automática, o conector de porcelana, o conector múltiplo e o conector de torção!

O uso destes conectores é extremamente simples e prático! No conector de conexão automática, basta você usar a medida disponível na lateral do conector, para medir a parte do cabo que vai ser decapada. Em seguida é só encaixar os cabos nos bornes e fechar a trava.

O conector de conexão automática tem uma capacidade de isolação de até 300V.

Conector de porcelana é uma das ótimas opções para a instalação elétrica do chuveiro. Basta você usar uma chave de fenda para desapertar os parafusos encaixar os cabos nos bornes, e em seguida apertar novamente os parafusos.

O conector de porcelana tem uma capacidade de isolação de até 600V.

Conector múltiplo é ótimo para derivação ou emenda. Esse tipo de conector é bastante utilizado em conexões entre painel e carga.

Neste também vai precisar de uma chave de fenda para desapertar os parafusos, e depois é só encaixar os cabos nos bornes, e em seguida apertar novamente.

Este conector tem uma capacidade de isolação de até 380V.

Conector de Torção

Conector de torção certamente é o mais simples de se usar! Estes conectores podem ser usados em emendas de tomadas, caixas de passagem, emenda para luminárias ou ventiladores de teto por exemplo!

Sempre observe que eles têm cores diferentes e isso é importante, porque indicam a bitola e corrente máxima para cada conector, segue abaixo as cores

  • O cinza é para bitola entre 0,8 e 2,5 mm², suportando até 21 AMPERES.
  • O azul é para bitola entre 0,8 e 4,5 mm², suportando até 28 AMPERES.
  • O laranja é para bitola entre 1,5 e 6 mm², suportando até 36 AMPERES.
  • O amarelo é para bitola entre 2,5 e 6 mm², suportando até 36 AMPERES.
  • O vermelho é para bitola entre 4,5 e 17 mm², suportando até 68 AMPERES.

Uma Dica de Ouro que vai te ajudar muito na hora de compra o conetor de torção.

Importante saber que a bitola corresponde a soma dos dois cabos, portanto, em uma emenda de um cabo de 1,5 mm² e um cabo de 2,5 mm², você deve usar um conector para bitola de 4 mm². Pois se somar 1,5 mm² + 2,5 mm² temos uma sessão de 4 mm².

Como mencionei anteriormente a conexão desse conector é muito simples! Basta você decapar os cabos….unir as pontas….inserir no conector e depois torcer até ficar bem firme você pode ate puxar que a emenda não se solta.

Respeitando a capacidade máxima de cada componente, você vai conseguir uma isolação eficiente e que garanta a segurança adequada para a sua instalação elétrica.

Você esta gostando do conteúdo do Dicas D’ Ouro?

Que tal Compartilhar essa SUPER DICA com seus amigos e familiares em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *